Mascote do Dia 31: Uruguai

MDD_Mascotes_2018_Uruguai

O penúltimo Mascote do Dia é o primeiro campeão da história: chega mais, Uruguai. 🇺🇾

Não é oficial, mas o quero-quero é a ave símbolo do Uruguai. Valorizado por seu espírito de proteção, garra e coragem que fazem o pequeno pássaro meter medo em muito animal grande, não é difícil entender o paralelo com o menor país a ser campeão mundial no futebol.

Crédito: Gabriel Vogas e Thiago Egg

Anúncios

O comentarista, o empresário e o conflito de interesses

68365854_ancelmo_gois_-_gabriel_jesus_e_ronaldo.

Comentários de Ronaldo sobre Gabriel Jesus extrapolam – e muito – o limite da ética

Tanto já se comentou sobre a participação de Gabriel Jesus na Copa que não estamos aqui para engrossar o caldo. Pelo menos não no que se refere à sua atuação dentro de campo. Mas para quem não sabe, Ronaldo é um dos principais sócios da empresa de marketing esportivo que gere a carreira de Gabriel Jesus. E como bem aponta Pedro Strazza em artigo para o Brainstorm 9, colocarem o Fenômeno em um cargo que exige avaliar o valor de um ativo de sua empresa é um claro conflito de interesse, ultrapassando o limite não só do bom senso, como da ética. Como o próprio artigo demonstra, Ronaldo relutou até o último minuto para criticar o atual camisa 9 (para o fazer da maneira mais óbvia possível: “ele não fez gol, o que é ruim para o atacante”).

Como diria José Carlos Araújo, o Garotinho, locutor de rádio: a Globo mandou mal, lá na geral, que nem perna de pau.

Com dica do eterno centro-avante aqui do Cultura, Lucas Albani.

Mascote do Dia 30: Tunísia

MDD_Mascotes_2018_Tunisia

Tá acabando. O último Mascote do Dia que caiu na primeira fase é o da Tunísia. 🇹🇳

Na Tunísia, oferecer jasmim branco, a flor símbolo do país, é sinal de amor ou amizade. Tanto que os próprios tunisianos não gostam do apelido Revolução do Jasmim para os levantes pacíficos de 2011: eles acham o símbolo muito carinhoso para uma revolta popular.

Crédito: Gabriel Vogas e Thiago Egg

Quem ganha com a disputa de terceiro lugar?

fbl-wc-2018-match61-fra-bel_900fa62c-84bf-11e8-bbc3-e5c02a79570e

A Copa de 2018 vai ter 3 jogos que não valeram nada. Dois já aconteceram, na rodada final da primeira fase: em Arábia Saudita contra Egito e Tunísia contra Panamá, todos os times entraram em campo já eliminados. Já o terceiro jogo que não vale nada será no próximo sábado, justamente a disputa de terceiro lugar entre Inglaterra e Bélgica. Mas com uma diferença fundamental: enquanto os dois primeiros poderiam ter valido algo, dependendo dos resultados nas rodadas anteriores, o terceiro já se sabia que não valeria nada quatro anos atrás.

Veja minha opinião de por que esse é o pior jogo da Copa.

Continuar lendo “Quem ganha com a disputa de terceiro lugar?”

Mascote do Dia 29: Suíça

MDD_Mascotes_2018_Suiça

O Mascote do Dia caiu nas oitavas para o mascote de ontem. Vem pra cá, Suíça. 🇨🇭

Não tem pão francês na França. Mas esse canivete é bem suíço mesmo. No século XIX, Karl Elsener resolveu fabricar canivetes para que seu exército parasse de importá-los da Alemanha. Ao inovar com o uso de molas, dobrou as ferramentas na peça e criou um ícone nacional.

Crédito: Gabriel Vogas e Thiago Egg

Mascote do Dia 28: Suécia

MDD_Mascotes_2018_Suecia

O Mascote do Dia fez sua melhor campanha em 24 anos. Digno dos aplausos recebidos, Suécia! 🇸🇪

No século XIV, o rei sueco governava três reinos: primeiro Suécia, Noruega e Escânia, depois a Dinamarca no lugar da última. Daí a origem das três coroas, um símbolo tão querido no país que sua inclusão no brasão da Dinamarca gerou uma grave crise diplomática no século XVI.

Crédito: Gabriel Vogas e Thiago Egg

Mascote do Dia 27: Sérvia

MDD_Mascotes_2018_Servia

O Mascote do Dia de hoje é o sucessor oficial da Iugoslávia, um país tradicionalíssimo no futebol: vem, Sérvia. 🇷🇸

Além de animal nacional, o lobo é um símbolo importante da mitologia sérvia, já tendo sido considerado um animal totem dos povos eslavos. Prova disso é que vuk, lobo em sérvio, é um nome comum no país, como Vuk Karadžić, o grande reformador do idioma nacional.

Crédito: Gabriel Vogas e Thiago Egg