Mundialito de 1980: o torneio apagado pela Fifa

5-Uruguai-campeon
Final: Uruguai 2 x 1 Brasil

Você sabia que a Fifa organizou um torneio em comemoração aos 50 anos da Copa do Mundo em 1980 lá no Uruguai? O Mundialito, nome da competição, reuniu os 6 então campeões mundiais em Montevidéu e foi um sucesso de público (com a Holanda, então atual vice, substituindo a Inglaterra, que recusou o convite), além de ter tido um papel de destaque no processo pela redemocratização do Uruguai. O torneio, entretanto, não consta nos arquivos da Fifa. Conheça essa história com um belo artigo da do site Futbox.

Clique aqui.

Nota: em uma publicação recente, o Futbox equiparou o Mundialito a um título de Copa do Mundo. Acho exagero, nem o Uruguai reclama esse título dessa forma. Eles valorizam muito mais as duas Olimpíadas pré-1930.

Anúncios

A classificação por um cartão

esporte-copa-japao-senegal-20180624-021

Primeira Copa com VAR, recorde de pênaltis, de gols contras, primeira Copa que a Alemanha não passa de fase desde 1938… Hoje mais um marco histórico aconteceu na Copa de 2018, esse mais no campo da curiosidade mesmo. Pela primeira vez, o critério de desempate “fair play” teve que ser usado. Após fazerem campanhas rigorosamente idênticas (incluindo um empate entre si), o Japão se classificou em segundo do grupo H, eliminando o Senegal, porque tomou dois cartões amarelos a menos que os adversários.

Esse fato me fez lembrar da minha série especial sobre desempates, “Chega de 0 a 0”. Para quem quiser ler, também, é só clicar aqui.

Único penta é Brasilzão

O grupo por trás das músicas do Brasil

“Chegou ao ponto de termos praticamente só um música. Até gosto do grito de ‘Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor’, acho que pode ser importante, mas chegou a um ponto que ele representava bem a falência da torcida brasileira”.

Esse é o depoimento de Luiz Carvalho, autor das duas músicas que ganharam a nossa torcida nas últimas Copas, e componente do Movimento Verde Amarelo, grupo de torcedores cujo objetivo era justamente esse: incendiar a torcida brasileira em qualquer esporte.

Nesse artigo sobre o grupo feito pelo GE, você pode conhecer melhor sua história.

E se em 2014, o hit foi “Mil Gols”, em 2018 quem vem com força é “Único Penta é Brasilzão”. Particularmente, gosto muito mais da atual. A de 2014 parece direcionada apenas à Argentina, enquanto a atual enaltece os feitos dos brasileiros, independente de adversário.

Continuar lendo “Único penta é Brasilzão”

História dos Números

numeros

Há muito tempo atrás, eu fiz este artigo falando um pouco sobre a história dos sistemas de numeração. Hoje, como leitura complementar para quem quer se aprofundar no assunto, eu recomendo os seguintes artigos (infelizmente, em inglês), do ótimo site Squad Numbers:

E se a Copa tivesse série B?

Netherlands-vs-Italy-784x441
Itália x Holanda, final da série B de 2018. Só que não, era amistoso

Revista Série Z imagina Copa com mais divisões

E se, além da Copa do Mundo, existisse uma competição secundária para quem ficou na sequência nas eliminatórias? E se, além da série B, tivesse série para todos os países? Esse foi o exercício do pessoal da Revista Série Z, que dividiu o mundo do futebol em 7 divisões: 6 de 32 equipes e 1 de 10 equipes (com um convidado para completar). Recomendo a leitura dos dois artigos dele sobre o assunto:

Mas e se fôssemos além e imaginássemos uma competição com acesso e rebaixamento?

Continuar lendo “E se a Copa tivesse série B?”

“Aproxima-se do gol do Brasil e atira!”

replica-radio-amfm-antigo-madeira-modelo-r-069-D_NQ_NP_829614-MLB26420339736_112017-F

Ouça os jogos do Brasil na Copa de 1950 na rádio

A Jovem Pan disponibilizou em seu site a íntegra das narrações originais da Rádio Nacional na Copa de 1950, fruto de um longo trabalho do jornalista Thiago Uberreich. Clique na imagem do radinho acima e confira a Copa pelas vozes de Antônio Cordeiro e Jorge Curi, tendo este último narrado o gol de Ghiggia conforme o título do post.

Agradecemos ao Thiago Fonseca por mais essa indicação.