Álbum de Figurinhas – Copa do Mundo do Brasil 1950

Ah, a primeira Copa do Mundo disputada no Brasil. Também a primeira Copa do Pós-Guerra, mas no campo, ao invés de paz tivemos justamente o capítulo mais traumático do nosso futebol.

Veja no restante do post alguns fatos sobre o Mundial em que a seleção uruguaia protagonizou uma das maiores zebras de toda a história e calou o maior público da história do futebol e toda uma nação.

.

As Sedes:

– Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegra, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

Final:

– Não houve uma partida final, mas sim um quadrangular. Eis todos os resultados.

Brasil e Suécia

Uruguai e Espanha


Brasil e Espanha

Uruguai e Suécia

Uruguai e Brasil

*Infelizmente não achamos na internet vídeos de Espanha e Suécia.

Os campeões:

Máspoli; González e Tejera; Gambetta, Varela e Andrade; Ghiggia, Pérez, Miguez, Schiaffino e Moran.

..

..

– Campanha do campeão: 4 jogos, 3 vitórias e 1 empate

A Grande Seleção:

– Brasil

Barbosa; Augusto e Juvenal; Bauer, Danilo e Bigode; Friaça, Ademir de Menezes, Zizinho, Jair da Rosa e Chico.

..

..

Uma equipe fantástica. Figura entre as 4 seleções que não ganharam a Copa (mais pra frente veremos as outras). Aplicou duas goleadas históricas para um quadrangular final de mundial. Mas, como sabemos bem, sua trágica derrota ecoa até hoje, 60 anos depois.

O país-sede:

Vice-campeão

Grande jogo (fora a final):

Estados Unidos 1 x 0 Inglaterra – Belo Horizonte, 29 de junho

(1 x 0; 1 x 0)

– A derrota inglesa para o time amador dos EUA é até hoje considerado a maior zebra das Copas. A derrota seguinte, para a Espanha, selaria o fracasso inglês.

Outros craques:

Equipe surpresa:

– Não houve. O Brasil era muito favorito, mas o Uruguai era um grande time. Aquela afirmação que se o jogo final fosse repetido 100 vezes o Brasil ganharia as 100, bem… não era bem assim. No quadriênio de preparação para a Copa (1946 a 1950), em 11 confrontos foram 5 vitórias do Brasil, 3 empates e 3 derrotas. Vantagem brasileira, mas nem tanto.

Pontos negativos:

– A Inglaterra

As equipes britânicas boicotavam a FIFA e a Inglaterra foi para sua primeira Copa só em 1950. Dizia-se no Reino Unido que os seus selecionados teriam faturado todos os campeonatos mundiais se tivessem participado. Mas a afirmação do técnico italiano de 1938, Vittorio Pozzo, que eles dificilmente passariam das primeiras fases por causa dos anos de isolamento se provou certa com a eliminação inglesa na primeira fase com derrotas para Espanha e, incrível, para o time amador dos Estados Unidos (esta última virou até filme).

– As desistências

Os 4 grupos da primeira fase estavam definidos com 4 seleções cada. Mas Escócia, Turquia e Índia desistiram. Para a vaga dos europeus foram chamados França e Portugal, que também desistiram. E ficaram os grupos desfalcados mesmo, o sorteio já estava feito. O Uruguai só encontrou a Bolívia como adversária na primeira fase (teria também nesse grupo Escócia e Turquia). Os motivos das desistências você vê em lendas.

A lenda:

– Jogadores descalços

A classificada Turquia e, depois, os convidados Portugal e França, desistiram por acharem cansativas as viagens durante o campeonato. A Escócia foi mais bizarro: simplesmente não via razão para competir por terminar as eliminatórias atrás da Inglaterra. Já a Índia não jogou porque a FIFA proibiu que seus jogadores jogassem as partidas descalços. Isso mesmo.

– Numeração

A Copa de 1950 foi a primeira em que a numeração foi usada nas camisas, embora ainda não fosse fixa para todo o torneio.

– O “já ganhou”

Antes da final, os jornais já noticiavam o Brasil como campeão e os políticos iam à concentração dos jogadores se promoverem – e atrapalhar a preparação.

– O Papa e eu

“Só duas pessoas calaram o Maracanã, o Papa e eu”. Frase – correta – de Ghiggia.

– O intérprete

Após o gol brasileiro que abriu o placar contra o Uruguai – nada polêmico –, o capitão celeste Varela esfriou o jogo por vários minutos pedindo um intérprete para reclamar com o árbitro, “sir” George Reader, que nada fez a respeito e esperou a chegada do tal intérprete.

– O fantasma de Barbosa

Barbosa era um grande goleiro. Se falhou ou não no lance do gol, há discussões até hoje. Mas a verdade é que depois dele Barbosa viveu o resto de sua vida atormentado pela jogada. Mais do que não obter o perdão nacional, talvez ele mesmo nunca tenha se perdoado.

.

DADOS TÉCNICOS:

Participantes:

– Disputaram a Copa: 13 (Turquia, Escócia e Índia desistiram)

– Vagas na Copa: 16

– Jogaram as Eliminatórias: 25

– Inscritos nas Eliminatórias: 34

.

Regulamento:

1ª Fase: 4 grupos (4 seleções a princípio, com desistências 4, 4, 3 e 2); classificam-se as primeiras de cada grupo. 2ª Fase (Final): Quadrangular final. Desempate: Jogo extra.

Clique e confira:

PARTICIPANTES E JOGADORES

TABELA

ARTILHARIA

ELIMINATÓRIAS

ESCOLHA DA SEDE 42 / ESCOLHA DA SEDE 50

Wikipédia Português

*Os links estão direcionados prioritariamente para a Wikipedia em inglês por confiabilidade de fontes.

Legendas

AET: após prorrogação (After Extra Time)

ASDET: após prorrogação com morte-súbita (After Sudden Death Extra Time)

2 Respostas to “Álbum de Figurinhas – Copa do Mundo do Brasil 1950”

  1. Arnold Says:

    Ghiggia e schiaffino dois grandes jogadores do futebol mundial !

  2. Arnold Says:

    Ghiggia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: