O renascimento de um futebol adormecido

O Campeonato Brasileiro de 2009, em suas múltiplas séries, trouxe de volta ao primeiro nível nacional um futebol que por um tempo ficou esquecido: o carioca. No final do ano, todas as quatro grandes torcidas do Rio fizeram a festa. E a verdade é que elas têm motivos de sobra para isso.

Desde o início do século e, principalmente, do começo dos pontos corridos, o futebol do Rio de Janeiro pareceu esquecido pelo tempo. A hegemonia paulista na década, comparável à do Rio nos anos 80, aumentava a angústia carioca, que via na estrutura de seus rivais um modelo de sucesso distante de suas realidades. Raros momentos em que times despontavam no Campeonato Brasileiro eram seguidos por fracassos, e lutas contra o rebaixamento viraram rotina, enquanto momentos de sucesso na Copa do Brasil levavam a um pensamento: o futebol carioca foi fadado às disputas de mata-mata.

E o campeonato deste ano começou parecendo que o desânimo seria a tônica do futebol do Rio. Flamengo, Botafogo e Fluminense patinavam nas primeiras rodadas, enquanto Vasco tinha começo mediano na série B. Mas, em um momento difícil de se precisar, eis que os clubes descobrem o seu grande diferencial: a torcida. E embalados por ela, Vasco atropela a série B, Botafogo derruba líderes para se manter na série A, e a dupla Fla-Flu manda matemáticos para o espaço fazendo o que era estatisticamente (quase) impossível: 1% vira 100% de permanência na série A dentro das Laranjeiras e 100% de título na Gávea. Um título que veio após 17 anos do último do clube e 9 anos após o último do estado.

Parabéns ao futebol carioca, que merece estar sempre em lugar de destaque. Em 2010, caso haja profissionalismo, a tendência é que Flamengo e Fluminense figurem entre candidatos a título pelo momento que vivem jogadores e torcida; Botafogo e Vasco prontos para uma transição boa para chegar na frente em 2011. Infelizmente o ano termina com esse profissionalismo só no campo das intenções. Só nos resta aguardar, porque 2010 promete.

P.S.: 2009 foi tão bom para o futebol do Rio que até os pequenos tiveram sucesso: Macaé sobe da série D para a C; Duque de Caxias, que todos achavam “favorito ao rebaixamento”, tem permanência garantida de forma até tranqüila na série B.

2 Respostas to “O renascimento de um futebol adormecido”

  1. João Paulo Pitanga Says:

    Torcida. Com certeza nos times do Rio esse é o 12º jogador.

  2. O campeão em 3 turnos « Says:

    […] O Cultura não é o polvo famoso, mas o nosso post sobre o ótimo ano do futebol carioca em 2009 acertou 75% das previsões que fez : Fluminense na briga pelo título, Vasco e Botafogo com boas campanhas; erramos no Flamengo, mas o Flamengo teve um ano que nem o nosso falecido molusco poderia prever (clique aqui e confira). […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: