Álbum do Mascote do Dia

MDD_Mascotes_2018_Campeao post

A Copa acabou e o Mascote do Dia chegou ao fim. Mas você ainda pode garantir seu Álbum Oficial de recordação. Serão 20 páginas com 36 figurinhas para colar (32 mascotes e 4 extras). Confira na lojinha do Monstro do Dia.

Clique aqui e garanta o seu.

Anúncios

Política e a Copa de 2018

x77532390_FILE-PHOTO-Switzerland27s-Xherdan-Shaqiri-celebrates-scoring-their-second-goal-against.jpg.pagespeed.ic.dVEGgmms4F

Hoje recomendamos três matérias sobre a Copa. Seguem abaixo com link e resumo.

 

A Croácia é fascista? Entenda essa e outras polêmicas da Copa

Matéria da Superinteressante com análise das principais questões políticas levantadas pela Copa e que, se você for daqueles que quer torcer em um jogo pelo “país-mocinho”, vai ficar difícil escolher um.

Obs.: A Superinteressante tem limite de conteúdos pagos por mês.

 

Europa nega abrigo, mas comemora gols dos filhos de imigrantes

Se esse foi um dos temas políticos mais discutidos da Copa, a Carta Capital traz uma matéria exclusiva sobre o tema.

 

Copa é gincana. Não é campeonato.

Outra da Superinteressante. O nome parece uma crítica à Copa, mas não é. É uma análise de como o futebol, principalmente em competições de tiro curto, gera resultados imprevisíveis onde nem sempre o melhor ganha.

Obs.: A Superinteressante tem limite de conteúdos pagos por mês.

Atletas de hoje são melhores que ontem?

Recentemente postei um vídeo com argumentos contra as principais críticas que desmerecem Pelé. E uma das principais é essa: o futebol de hoje é melhor que ontem. Se a questão qualidade pode ser debatida, é inegável que se corre mais em um jogo dos dias de hoje.

E nesse vídeo, o pesquisador David Epstein mostra por que isso acontece nos esportes em geral: hiperespecialização, mudança nos treinamentos, melhorias tecnológicas e, claro, mentalidade. Como Epstein mostra comparando a corrida de Jesse Owens em 1936 e a de Usain Bolt em 2012, essa melhoria, todavia, continua não sendo parâmetro para falar que atletas de hoje são melhores. Eles simplesmente fazem parte do contexto do seu tempo.

Comentário sobre hiperespecialização e futebol: ao vermos um baixinho como Kanté jogando muito e sendo campeão do mundo, parece que a regra dos biotipos ideais não se aplica ao futebol, mas não é verdade. O futebol é um esporte multifuncional e o biotipo de Kanté, embora não seja o ideal, o permite ser um atleta de elite na posição que ele joga. Porém, dificilmente o francês, com aquela estatura, seria goleiro ou zagueiro, posições em que a média de altura cresceu nas últimas décadas.

Pelé era bom mesmo?

Claro que sim!

O debate em torno se Pelé era tão bom quanto se diz é muito comum, sobretudo na Europa. Sim, os argentinos podem dizer que Maradona foi o maior de todos, mas não negam que Pelé foi um gênio (e vice-versa, quando o assunto é a opinião dos brasileiros sobre Maradona).

Mas na Europa, é normal até se questionar se Pelé era de fato um craque por uma série de questões que podem ser resumidas por um erro crasso de argumentação: anacronismo, que seria avaliar uma época passada com conceitos e valores de hoje. E é triste ver, que com o abismo cada vez maior entre clubes europeus e sul-americanos, até brasileiros embarcam nessa visão distorcida.

Por isso, esse vídeo me chamou tanto a atenção. Ele é feito justamente por um europeu que vai destruir, um por um, sete dos grandes questionamentos contra o Pelé.

Vale ressaltar que o objetivo do vídeo não é dizer que Pelé foi o melhor, mas sim que dizer que ele é uma fraude é simplesmente ridículo.

Como o vídeo é em inglês, há um resumo na sequencia do post, com alguns complementos meus.

Continuar lendo “Pelé era bom mesmo?”

Mundialito de 1980: o torneio apagado pela Fifa

5-Uruguai-campeon
Final: Uruguai 2 x 1 Brasil

Você sabia que a Fifa organizou um torneio em comemoração aos 50 anos da Copa do Mundo em 1980 lá no Uruguai? O Mundialito, nome da competição, reuniu os 6 então campeões mundiais em Montevidéu e foi um sucesso de público (com a Holanda, então atual vice, substituindo a Inglaterra, que recusou o convite), além de ter tido um papel de destaque no processo pela redemocratização do Uruguai. O torneio, entretanto, não consta nos arquivos da Fifa. Conheça essa história com um belo artigo da do site Futbox.

Clique aqui.

Nota: em uma publicação recente, o Futbox equiparou o Mundialito a um título de Copa do Mundo. Acho exagero, nem o Uruguai reclama esse título dessa forma. Eles valorizam muito mais as duas Olimpíadas pré-1930.

A seleção campeã do mundo é sim francesa

2373570-49370170-2560-1440

A assimilação de imigrantes deve ser visto como um mérito do país, não o contrário

Quem aí não recebeu alguma mensagem em redes sociais listando a ascendência dos jogadores da França, a maioria sendo descendentes de imigrantes? O teor dessas mensagens variava entre a valorização dos imigrantes e o questionamento se a seleção era de fato francesa. Bom, para essa última questão, a resposta é simples: claro que sim. Veja por quê.

Continuar lendo “A seleção campeã do mundo é sim francesa”

Mascote do Dia 32: Rússia

MDD_Mascotes_2018_Russia

Uma lágrima de saudade. Ninguém melhor para encerrar o Mascote do Dia que ela, a dona da casa: valeu, Rússia. 🇷🇺

Embora não oficial, o urso é um animal icônico na representação da Rússia, e que já foi usado pelo país em diversas oportunidades, como no mascote das Olimpíadas de Moscou de 1980: Misha tinha como objetivo mostrar que o urso russo é forte, mas também é hospitaleiro.

Crédito: Gabriel Vogas e Thiago Egg