Charles Miller X Oscar Cox – Quem é o pai do futebol no Brasil?

Quem trouxe o futebol para o Brasil? Essa pergunta tem resposta na ponta da língua de qualquer apaixonado pelo jogo bretão: Charles Miller. E não é mentira, a resposta está certa. Mas o quanto Charles Miller contribuiu para espalhar o futebol no Brasil já é outra questão que vamos discutir agora.

Charles Miller era paulista, filho de pai escocês e, assim como outros jovens de classe média alta do final do século XIX, foi estudar ainda garoto no Reino Unido. Lá conheceu o futebol, e quando era chegada a hora de voltar ao Brasil em 1894 não teve dúvidas, trouxe livro de regras e materiais de jogo para não abandonar o esporte. Assim como fez também com o rugby. Hoje, o clube em que fundou o departamento de futebol naquele ano, o São Paulo Athletic Club, (que já existia desde 1888 como clube de críquete) abandonou o futebol e se ocupa só deste último, o rugby. Assim chegava o futebol no Brasil, como um produto de importação inglesa, da mesma forma como foi em muitos outros países, e hoje, após muitas pesquisas, não há dúvidas que esse foi o marco inicial do esporte por estas terras.

..

Charles Miller e o escudo do São Paulo Athletic.

História parecida viveu o jovem Oscar Cox, só que um pouco mais tarde. Este morava no Rio, e quando regressou dos estudos da Suíça em 1897 também veio decidido a começar o futebol no Brasil. Sim, Oscar, assim como qualquer carioca, desconhecia que havia futebol já em São Paulo. Ele chegou a ficar surpreso e feliz com a descoberta de clubes em São Paulo, como mostram suas cartas para organizar o primeiro jogo interestadual em 1901. E assim foi tão pioneiro quanto seu colega Charles Miller. Oscar fundaria, ainda, o Fluminense Football Club em 1902.

….

Oscar Cox e um dos primeiros times do Fluminense em 1902, quando ainda era branco e cinza.

A questão é, Charles Miller foi o primeiro, é verdade. Mas assim como ele, o Brasil teve outros pioneiros que vieram da Europa e fizeram sua empreitada futebolística em diversos cantos do país. O futebol no Brasil não começou em São Paulo e se espalhou para o resto do país, ele teve focos múltiplos e isolados de surgimento. Prova disso? Os primeiros estaduais do Brasil são: São Paulo (1902), Bahia (1905), Rio de Janeiro (1906), Pará (1908) e Paraíba (1908 – não-oficial). Estados tão distantes entre si que é muito pouco provável que conhecessem a história de Miller na época. E, pior ainda para o legado de Miller, nos estados mais pobres o costume era mandar os jovens para estudar na capital, o Rio de Janeiro, e não na Europa. E a partir do legado de Oscar Cox, eles começaram a difundir o esporte pelo Brasil. Assim foi no Espírito Santo, por exemplo, quando jovens vindos de estudos no Rio de Janeiro fundaram o Vitória Football Club em 1912, nos moldes do Fluminense.

É por isso que podemos dizer que se Charles Miller é o pai do futebol brasileiro, é de outros tantos pioneiros – em especial Oscar Cox e seus descendentes – o mérito de levá-lo realmente ao nível nacional.

3 Respostas to “Charles Miller X Oscar Cox – Quem é o pai do futebol no Brasil?”

  1. Bruno Rezende Says:

    Eu acho que quem merece o posto de pioneiro do Futebol no Brasil é o MITO Oscar Cox. Ele com a criação do Fluminense Football Club, popularizou o esporte. O mesmo caso é sobre jogadores negros no futebol brasileiro. Quem contratou o primeiro negro foi o América-RJ, mas quem colocou pela primeira vez um negro para jogar, foi o Vasco, e o cruzmaltino que leva a fama.

  2. Jimi Hendrix Says:

    Concordo em vc exaltar os méritos dos outros…mas discordo em vc diminuir ql qr mérito de Charles Miller.

    São Paulo já iniciava o século XX como futura grande potencia mundial…e dizer que todos os outros campeonatos, só iniciaram pq jovens foram estudar no Rio, é ser narcisista carioca.
    O futebol paulista já tinha fama nacional antes msm da criação da LPF, e mais…sem nenhum pré-conceito, mas o Brasil só deixou de ganhar várias copas, pq vcs cariocas não se contentam em não competir com São Paulo, fazem isto até em uma história com início e ponto final já escritos.

    Parem com isso, e se tornem mais brasileiros, ou então vamos separar tudo de uma vez…eu garanto que o estado de São Paulo se tornará mais rico, e a seleção nacional paulista, em 40 anos terá mais copas do que o resto do Brasil.

    • Cultura Futebol Clube Says:

      Sinceramente, não entendi a revolta. Você colocou vários argumentos como se estivessem no texto, quando de fato não estão. Está bem claro que Oscar Cox é mais um entre muitos pioneiros, e está claro que o primeiro de todos foi Charlles Miller (está lá, inclusive, a felicidade de Cox em ver o que Miller tinha organizado em São Paulo). De onde você tirou os argumentos que o Brasil deixou de ganhar Copas por causa do Rio? Isso ocorreu em 1930, mas não é o assunto do texto. Dirigentes cariocas e paulistas já fizeram tanta merda, meu camarada, não é exclusividade de nenhum estado isso. E me poupe do discurso separatista. Quer ser mais brasileiro do que dar méritos ao pioneirismo tanto de São Paulo, Rio, Bahia, Pará e Paraíba, entre outros?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: